Continua após a publicidade..

Técnico em Eletrônica: Aprenda como é e onde fazer

Redação   |   25-05-2024   |   Educação

O curso de tecnologia eletrônica é um dos cursos mais procurados nas instituições que o ministram, pois é uma profissão que fascina quem gosta de usar sistemas elétricos e equipamentos eletrônicos.

Se você ainda está no ensino médio, pode começar a aprender todos esses elementos em um curso técnico. Se você deseja avançar em sua carreira, pode escolher entre um diploma técnico ou um bacharelado.

Você é uma daquelas pessoas que sempre quebra as coisas e quer entender como funcionam por dentro? Especialmente quando se trata de fios e componentes conectados à eletricidade? Portanto, continuem prestando atenção ao que vamos falar hoje sobre essa profissão.

Como é e quem pode se inscrever no curso de Técnico em Eletrônica? 

Os cursos técnicos são ministrados principalmente por órgãos federais e escolas técnicas estaduais.

Normalmente os alunos são oriundos da própria instituição, a escola não se limita a aceitar pessoal interno, mas também externo, o processo de aprendizagem dura em média 2 anos.

Continua após a publicidade..

A idade mínima de entrada é 16 anos e o diploma é válido para o ensino médio.

Você pode se inscrever para:

Os alunos frequentam o ensino médio regularmente a partir do segundo ano.

Candidatos aprovados no EJA (Educação de Jovens e Adultos) ou com ensino médio completo.

Os candidatos que concluíram o ensino médio participaram do Enem.

O processo seletivo da Etecs, ou vestíbulo, abre para inscrições em outubro e é testado em dezembro.

O que faz o técnico em eletrônica?

O trabalho de um técnico eletrônico é reparar e manter equipamentos eletrônicos e aparelhos elétricos. Pode treinar, instruir e avaliar o desempenho de operadores de equipamentos instalados em empreendimentos, apartamentos e até residências.

Curso Eletrônica

Curso Profissionalizante

Pode redigir documentos técnicos, desenvolver equipamentos de circuito eletrônico, sugerir mudanças no processo produtivo e criar e implementar sistemas de automação.

Por conta dessa responsabilidade, é necessário o registro no CREA do Comitê Regional de Engenharia e Agronomia. Quem não tem ou está em estágio é supervisionado de perto por engenheiros ou outros profissionais de nível superior.

Qual o salário e os setores que mais contratam técnico eletrônico?

Segundo dados do CAGED (Cadastro Integral de Emprego e Desemprego), de acordo com o acordo, convenção coletiva e dissídio coletivo 2020, o salário médio do pessoal técnico cadastrado na CLT na cidade de São Paulo é de 2.300,32 reais.

A jornada de trabalho costuma ser de 43 horas semanais, e os setores que mais empregam técnicos em eletrônica são:

  • Instalação e manutenção elétrica.
  • Comércio varejista especializado de equipamentos de telefonia e comunicação.
  • Comércio atacadista de componentes eletrônicos e equipamentos de telefonia e comunicação.
  • Reparação e manutenção de computadores e de equipamentos periféricos.
  • Aluguel de outras máquinas e equipamentos comerciais e industriais, sem operador.
  • Comércio atacadista de outras máquinas e equipamentos.
  • Comércio varejista especializado de peças e acessórios para aparelhos eletroeletrônicos para uso doméstico.
  • Comércio varejista especializado de equipamentos e suprimentos de informática.
  • Reparação e manutenção de equipamentos de comunicação.
  • Comércio varejista de outros produtos.

Como é o mercado de trabalho para o técnico em Eletrônica?

O mercado de trabalho é bastante amplo, mesmo antes de concluir o curso, muitas empresas oferecem vagas de estágio para técnicos em eletrônica, que podem trabalhar até 6 horas por dia.

Os técnicos em eletrônica são registrados pela CLT e seus empregos também podem ser autônomos em indústrias, laboratórios e empresas de pesquisa.

Para complementar o treinamento, alguns cargos precisam ser profissionalizados e atualizados, e a duração ultrapassa 400 horas por aula. Portanto, ser treinador principal pode exigir de três a cinco anos de experiência, dependendo da área de atuação.

Quais as diferenças entre curso técnico, tecnológico e bacharelado?

Como você deve ter notado, existem vários níveis de desempenho profissional e os técnicos em eletrônica são apenas o primeiro passo em uma grande escalada. Então, deixe-nos saber mais sobre a diferença entre eles.

Os cursos técnicos são cursos profissionalizantes intermediários e não podem ser utilizados como cursos de ensino superior.

Tecnologia já é um curso superior de curta duração, visa também a formação de alunos para o mercado de trabalho. Os técnicos atuam em cargos mais operacionais. Os técnicos podem formar analistas, gerentes ou supervisores.

O bacharelado é relativamente completo, nesse aspecto ele costuma ser engenheiro. O treinamento em engenharia também é mais demorado, com duração média de 5 anos.

Conheça agora algumas opções de cursos em todos esses níveis:

Tecnológicos

  • Engenharia Elétrica
  • Instalações Elétricas
  • Sistemas Elétricos
  • Tecnologia em Eletrotécnica Industrial
  • Automação Industrial

Técnicos

  • Técnico em mecatrônica.
  • Técnico em eletroeletrônica.
  • Técnico em eletromecânica.
  • Técnico em manutenção eletrônica.
  • Técnico em manutenção de equipamentos de informática.

Bacharelado

  • Engenharia Elétrica/ Eletrônica

 

Existe curso técnico em Eletrônica EAD?

Sim. A tendência no mercado de educação é a oferta de cursos a distância de alta qualidade. O MEC já aprovou alguns deles, como técnicos em eletrônica e técnicos em engenharia elétrica.

Os cursos técnicos podem ser feitos totalmente online, no entanto, há um processo de seleção pessoal e um exame deve ser aprovado como requisito mínimo de entrada.

Para os técnicos, pode-se utilizar nota do Enem para admissão.

Como entrar e onde fazer um curso em Eletrônica?

Agora é hora de escolher onde estudar!

Considere o conteúdo programático de cada curso e certifique-se de que ele seja autorizado pelo MEC para que não haja surpresas quando ele for concluído e seu diploma tenha validade nacional.

Os cursos técnicos geralmente são gratuitos e não participam de programas governamentais como o ProUni e o Fies. Os graus técnicos e de bacharelado podem ser obtidos por meio de bolsas financiadas por eles.

Além dessas opções, você também pode usar sua pontuação do Enem para entrar diretamente em várias universidades privadas. Tudo o que você precisa fazer é obter 300 pontos no teste objetivo, não redefinir a redação!

Quer algumas sugestões de onde passar direto? Confira:

O melhor fica para o final. Quer saber? Em todas essas faculdades, você pode se inscrever para bolsas de estudo, que podem chegar a 100%.

Pesquise seu e-curso no site acima e garanta sua vaga na próxima aula.

Agora? Qual curso na área de eletrônica você fará? Comente aqui e compartilhe suas expectativas com outros leitores!

VEJA TAMBÉM:

📍 Quero Bolsa: Saiba como conseguir uma bolsa de Estudo.
📍 Aprenda como conseguir empréstimo mesmo negativado.
📍 Apps que mostra vagas de emprego em sua cidade.

Posts relacionados
Curso gratuito online da USP tem 600 vagas: Veja como se inscrever
Curso gratuito online da USP tem 600 vagas: Veja como se inscrever A Universidade de São Paulo (USP) está oferecendo um curso gratuito
Transforme a aprendizagem: Aplicativos inovadores que ensinam crianças a ler
Transforme a aprendizagem: Aplicativos inovadores que ensinam crianças a ler Os aplicativos que ensinam crianças a ler tornaram-se importantes
Aprenda curso de computador gratuitamente
Aprenda curso de computador gratuitamente Se você precisa fazer curso de computador mas não sabe nem por onde
Governo deve investir R$ 3 bilhões em alfabetização
Governo deve investir R$ 3 bilhões em alfabetização O presidente Lula assinou, na última segunda-feira (12), o decreto